Mulheres

Ruth Ginsburg. Mulher, judia.

Ela e eu.

Pela tela da televisão, conheci as cores da sua personalidade. Conheci seu brilho. As dificuldades que enfrentou, nas décadas de 50/60, por ser mulher e judia, fizeram-na lutar por um mundo mais justo. Um mundo no qual as vozes femininas não servissem apenas a adoçar as lamúrias de maridos conservadores. Um mundo no qual haveria espaço para mulheres e suas visões, expressões. 

Mulher, judia. Eu.

Busco força e inspiração nessas outras mulheres. Saio diariamente com os olhos abertos a buscar as desigualdades despercebidas aos desatentos. Olho os governantes e vejo, primordialmente, homens. Olho os palestrantes e vejo, primordialmente, homens. Vejo mulheres justificando-se ao emitir opiniões, sugestões. Vejo mulheres calarem suas ideias. Vejo muitas mulheres, escuto poucas vozes femininas – abafadas, ensurdecidas pelo timbre grave onipresente. Pelo timbre grave do sexismo incutido em nossas criações.

20/09/2020.

Olho ao redor e percebo a sorte que tive por ter convivido com outras mulheres judias, implacáveis em suas opiniões e ações. Mulheres com vozes que adentraram minha alma e modificaram o timbre da minha existência. Delas herdei a força e a coragem para me fazer ouvir. Hoje, cercada por outras tantas mulheres maravilhosas, das mais diferentes crenças, percebo a força que temos para transformar o círculo em que vivemos: familiar, profissional, corpo, alma. Únicas, em uníssono. Pela igualdade de vozes. 

Shaná Tová Umetuká. Gmar Chatimá Tová – Feliz Ano Novo. Que sejamos inscritos no livro da vida (de forma justa e igualitária).

Uma homenagem do Conto Curtas a todas as mulheres que se fazem ouvir (e um desejo de mudança àquelas que ainda se calam). 

Aline Serfaty

instagram.com/contocurtas

Revisado por Fabiana Serra 

flui.life    

instagram.com/flui.life 

facebook.com/flui.life.voce

4 comentários sobre “Mulheres

    1. Querida Aline,
      texto encantador que aborda a existência dessas vozes internas que não devemos permitir que se calem.
      Como mulheres devemos nos apropriar dos lugares destinados a nós e abrir caminhos para as mulheres das próximas gerações.

      Amei!

      Bjo

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s