Pele e Pano

O homem e a mulher

entrelaçados sobre a mesa

Afastam as xícaras,

vazias de café

Empurradas para o lado,

Tornam-se coadjuvantes

E criam espaço para seus corpos,

que se entregam

Corpo ao léu,

ela expõe sua pele, seu calor, sua dor

Entrega a ele todo o seu sentir

Ele vestido,

oferece sua pele ao pano,

e retém sua dor ao peito

Despida, vestido,

Encontram-se

e misturam-se

Cada um com com a roupa que lhe cabe

Em um abraço lânguido

Aline Serfaty

instagram.com/contocurtas

Revisado por Fabiana Serra 

flui.life    

instagram.com/flui.life 

facebook.com/flui.life.voce

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s