Dois Mil e Vinte e Um

Era o último dia do ano de 2019. Distribuí palavras e energia positiva aos amigos queridos e vivi aquele dia como se dele já não precisasse mais. O novo estava ao lado, a me espreitar. E assim, segui meus rituais e dei o último mergulho, entregando ao mar o que já não me pertencia. Na hora da virada, de olhos fechados, mentalizei paz, saúde e harmonia. Pensei nos desafios e alegrias, tão próximos, logo ali em 2020. E sem esforço ou ressentimento, deixei o tempo passar.

Com portas e janelas abertas, permiti que a sorte e 2020 entrassem em meu vilarejo individual. Sonhei, programei, planejei. Vivi, pela segunda vez, o sonho de morar fora do meu país. E assim, maravilhosos e intensos, os dois primeiros meses passaram. Até que subitamente, me vi encaixando o desencaixado, dobrando esquinas de labirintos mentais, e vivendo o luto de projetos ricamente cultivados. Busquei força. Encontrei resiliência. Vivi o âmago das minhas emoções. Chorei à noite. Chorei de dia. Perdi o sono. Tive medo. Senti profundamente a solidão do estrangeiro. Na corda bamba, almejei equilíbrio. Olhei para frente. Vi luz. Olhei ao redor. Enxerguei família e amigos, a melhor rede que teci ao longo da vida.

Ganhei conforto e alento em meio à tempestade. Vivenciei novos projetos. Vi olhares de incentivo, escutei palavras de aconchego. Sobretudo, ganhei mais tempo daqueles que amo. Afinal, descobrimos que havia tempo. E que ele poderia passar devagar. Desaceleramos e demos as mãos. Permiti, busquei e presenciei uma verdadeira transformação interna – minha maior conquista. Livre, validei minha melhor forma de expressão, a escrita. Livre, descobri que amo ser exatamente quem sou.

E assim, com o coração renovado e plena de amor, chego novamente ao último dia do ano. Desejo a todos os queridos leitores deste blog muita luz. Que possamos inspirar. E que sempre haja lugar de fala para nossos sonhos, desejos e pulsões. Sintam-se abraçados carinhosamente por mim e recebam o meu melhor através das minhas palavras. 


Feliz Ano Novo!!

Aline Serfaty

instagram.com/contocurtas

Revisado por Fabiana Serra 

flui.life    

instagram.com/flui.life 

facebook.com/flui.life.voce

15 comentários sobre “Dois Mil e Vinte e Um

  1. Que a Esperança se renove a cada dia em 2021 .
    Se a Esperança estiver presente , sairemos das situações inoportunas bem maiores e melhores do que entramos!
    Quanta coisa boa adquirimos em nosso interior após ter participado de uma honrosa batalha !
    Esperança eterna por dias melhores em 2021!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Lindo isso! Que as honrosas batalhas contra nossos medos, crenças e ego sejam vitoriosas. E que a esperança, sempre presente, ilumine nossos caminhos e nos guie em direção aos nossos melhores sonhos. Feliz Ano Novo cheio de esperança!!

      Curtir

  2. Aline, minha irmã querida, amiga e confidente. Sinto muita admiração pela tua coragem de enfrentar o novo, de peito aberto, buscando melhorar sempre. E essa vontade de ir além te faz uma pessoa muito especial, que transpõe obstáculos e busca soluções. Parabéns pela riqueza de emoções que os teus textos nos trazem!
    Feliz 2021!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe uma resposta para Juliana Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s