Protegidos?

“Homem tentado se proteger do amor, debaixo do seu próprio coração” – Susano Correia

Efêmeros, os nossos encontros duram o tempo dos nossos encontros. Um passeio, um beijo e o adeus.

Viro de costas, lágrima que não cai. Por trás do meu olhar, ela permanece retida, controlada, aprendeu seu lugar. Insisto e me viro, no afã de encontrar o teu olhar. Mas vejo tuas costas.

Para onde olhas e o que sentes? Homem que se esconde. Atrás do teu coração, um mar de emoção. À frente, razão. Será que percebes? Sei que dói. Dói aqui. Dói aí.

Continuamos andando, paralelos.

Curvos, apenas nossos pensamentos que teimam em se cruzar, desafiando as retas de um mundo ilusório, no qual nos acreditamos protegidos da dor.

E do amor.

Aline Serfaty

instagram.com/contocurtas

Revisado por Fabiana Serra 

flui.life    

instagram.com/flui.life 

facebook.com/flui.life.voce

2 comentários sobre “Protegidos?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s