Seus Olhos

olhos2.1

Player Vooozer

Não fora a primeira vez.  

Enganava-se sempre que provava daqueles olhos de um colorido tão peculiar. Acolhedores, davam-lhe o calor que pouco teve. E diziam, sem uma única palavra, “quero te abraçar”. 

Mas eram olhos céticos, desses que precisam enxergar. Sem vê-la, resfriavam-se e perdiam-se, percebendo apenas o que podiam tatear. Ocupavam-se com o que lhes preenchia o dia. E pouco a pouco, paravam de brilhar. De dividir e de se interessar. Em falar e ouvir. Em trocar. E calavam-se, sem compartilhar.

E os outros olhos, sem um par no qual se espelhar, molhavam-se na tentativa de se renovar. Sofriam e lembravam-se de onde queriam estar.

E para onde queriam olhar.  

Eram muito diferentes. Difícil era aceitar.

6 comentários sobre “Seus Olhos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s